junho violeta

Junho Violeta: pelo fim da violência contra os idosos

Neste mês acontece a campanha Junho Violeta, iniciativa voltada para combater todas as formas de violência praticadas contra os idosos. A ação busca orientar os cidadãos sobre como identificar os casos e divulgar os canais de comunicação que recebem denúncias.

 

Infelizmente, os casos de violência contra os idosos ainda são pouco reconhecidos em nosso país, cenário que a campanha visa modificar. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os atos de violência contra os idosos são definidos como práticas e omissões cometidas, uma ou diversas vezes, que prejudicam a integridade física e emocional do idoso.

 

O governo brasileiro disponibiliza o Disque 100 aos cidadãos, um canal de proteção social para que casos de violência e violações dos direitos humanos sejam denunciados, inclusive os praticados contra os idosos. 

 

No Brasil, a situação é tão grave que, no ano de 2021, quase 40 mil denúncias foram feitas apenas até o mês de junho, com o Disque 100 recebendo, em média, por volta de 200 denúncias diárias de atos de violência contra os idosos.

 

Informações colhidas pelo serviço do Disque 100 revelam que:

 

Mais de 50% dos casos de violência contra os idosos são praticados em ambiente familiar.


Filhos e netos são os maiores responsáveis por cometer os atos violentos.
As mulheres idosas são as maiores vítimas de agressões.
A maioria dos casos registrados envolvem pessoas na faixa etária dos 61 aos 80.
Os atos de violência registrados com mais frequência, em ordem, são agressões psicológicas, abuso financeiro, violência patrimonial, violação sexual e agressão física.

Grande parte das vítimas são portadoras de algum tipo de deficiência, sendo as mais comuns a física, a mental, a visual, a intelectual e a auditiva.

 

Os dados citados são alarmantes. Por isso, se faz necessária uma conscientização que envolva toda a população, buscando o enfrentamento e a coibição desses atos para amenizar o sofrimento dessas pessoas. 

 

A campanha Junho Violeta existe para incentivar a reflexão acerca das condições em que vivem e são tratados os idosos brasileiros. Junho foi o mês escolhido já que o seu dia 15 foi instituído pela ONU como o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa.

 

Como uma forma de identificar o problema, é preciso ficar atento aos sinais físicos que os idosos possam apresentar, como marcas de hematomas ou machucados surgidos repentinamente.

 

Traços psicológicos também devem ser verificados, pois vítimas de maus tratos costumam apresentar mudanças de humor e comportamento, com atitudes típicas de quadros depressivos ou de ansiedade. Afastar-se de familiares, amigos ou pessoas que costumava se relacionar também é um indício de que algo indevido possa estar ocorrendo.

 

Os compromissos assumidos pela campanha Junho Violeta também são compromissos assumidos pela Viver, pois prezamos pelos cuidados e bem-estar da pessoa idosa.

 

Conheça mais sobre os trabalhos realizados pela Viver em favor dos idosos, realizados no campo dos cuidados com a saúde e integridade, visitando o nosso site e acompanhando as nossas redes sociais. 

 

Tags: No tags

Leave A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *